domingo, 14 de outubro de 2012

Tribulações? problemas? quem não os tem?


Eu caminhei por tantos vales sombrios esses dias e percebi que em cada caminho que passei já não tinha tantas pessoas, eu vi o deserto acontecer , perguntei a mim mesma onde estava? como cheguei aqui ? porque tanta escuridão? os que se dizem humanos não me deram respostas  e em meio a toda situação de choro e desespero eu vi Deus...Eu o vi...e ele estava ali do lado , todo tempo olhava por mim , muito chorei e clamei pela misericórdia infinita do seu coração , no choro , na falta de motivação , de palavras , de coragem de lutar por mim mesma ,Ele sempre estava ali...
Em alguns momentos parado , sem nada fazer ou falar , nesse momento ele sabia que eu era capaz de me levantar apenas pela fé , em outros  ele se achegou , me tomou pela mão e disse:Vem filha minha , não se desespere , não vistes que estive sempre aqui ? que te vi chorar ? que escutei suas orações , súplicas? Sim , eu vi e vejo tudo , tem calma , tende bom ãnimo , esse é o momento de crescer , não percebes?
E ali meio sem entender toda a situação confirmava o que o Senhor falava .
O sofrimento nos faz mais forte , e nos leva a Deus , precisamos dele por mais que achemos que somos o suficiente para nós mesmo , isso é engano , o humano é muito pequeno diante da grandeza divina. Precisamos nos abrir , confiar e entregar a Deus a nossa vida ,o nosso sofrimento para sermos aperfeiçoados.  diz a palavra de Deus que somos provados no fogo , assim como é o ouro ...
E assim foram esses dias para mim , cada dia a sua prova , cada dia a sua preocupação e cada dia a sua vitória.
Eu vi Deus nos momentos mais dificeis da minha vida...
Clamei por ele , da mesma forma em que a palavra relata que tantos outros clamaram e ele os atendeu.
Continuarei na certeza que nenhum sofrimento é em vão , que é apenas uma forma de mostrar para nós mesmo o quantos somos dependentes de Deus e o quanto ele mesmo nos ama.
Clamarei sempre , em meios a todas as dores e dificuldades-FILHO DE DAVI TENDE COMPAIXÃO DE MIM- ele ouvirá o meu clamor...

 TEXTO-Sandra Nóbrega

Nenhum comentário:

Postar um comentário