quarta-feira, 17 de abril de 2013

Felicidades Adriana Arydes


Hoje é o aniversário de alguém que nem imagina o quanto é especial e importante para mim e para minha missão, ela é um referencial de fé, de testemunho, de louvor-Adriana Arydes.
Há alguns anos atrás quando comecei a cantar em um coral que animava as missas dominicais e vez por outra fazia algumas apresentações, fui chamada a ser solista em algumas músicas e entre elas lá estava, qual é a chave. me encantei com o timbre de voz com a simplicidade, e depois conhecendo sua história me encantei ainda mais.
Sua história tem muito haver com a minha, e desde ai surgiu esse carinho por ela e por suas canções.
Qual é a chave , me ajudou a superar momentos dificeis, de dor, abandono...
Nesse dia não poderia deixar de vim até aqui e poder homenagear dessa forma simples, mas muito sincera a você Drii, que mesmo longe através de suas músicas me ajudou a seguir em frente e a continuar a cantar as maravilhas de Deus, mesmo nas dificulades.
Que sua vida, missão, e agora o tão esperado milagre, o Davizinho sejam iluminados por Deus, e que sua familia seja instrumento do pai, assim como tens sido até hoje.
Que sua boca, seja boca de Deus sempre, e que suas canções continue a salvar vidas e momentos assim como foi um dia comigo.
Parabens, felicidade do céu é o que te desejo nesse e em todos os dias de sua vida.
Amo em Cristo, espero um dia poder abraçá-la e partilhar o quanto a sua missão foi e é importante para a minha.

                                                                   Sandra Nóbrega.

Construa um amor verdadeiro...



Escuta-me Senhor.

Sou voz que clama
Ouvido que ouve
Garganta que canta...
e ainda assim pecador, sei que o Senhor me ama 
com meus pecados e defeitos.
Seu amor não tem medida. 
Ele ama a mim e a você por igual.
Amemos também aqueles que nos rodeiam, não sejamos ocasião de queda
Para ninguém, ajude a levantar os caidos e desanimados, eis a nossa missão
Evangelizar através  do nosso testemunho, ele convence mais que palavras.
Clamemos ao Deus vivo, para que possamos ser e viver a santidade diante dos pecados.
Sejamos sempre boca de Deus, para o seus, e para os outros.
Autora -Sandra Nóbrega

terça-feira, 16 de abril de 2013

Amar é caminhar Juntos.

Algo bem presente no cotidiano hoje, são casais que vivem na tentativa de serem feliz.
Mas que buscam essa felicidade longe de Deus, e ainda mais, caminham por lugares, caminhos diferentes, é dificil caminhar assim, pensando em formar uma familia, se nenhum pensamento segue a mesma linha.
Repetidamente vejo casais de namorados se agredindo com palavras e até mesmo agressões fisicas, e ai eu pergunto, tem como ser feliz dessa forma? eu acredito que não, e acredito nisso porque já convivi com alguém que nunca concordou em nada comigo, que sempre caminhou  pelo lugar inverso ao meu, opiniões, gostos, tudo, exatamente tudo. Nada sinalizava que algo entre nós daria certo.
Eu buscando a um namoro santo, ele ao pecado.
Eu buscando a Deus, ele apenas o sucesso, o que nunca veio.
É tempo perdido remar o barco de uma relação sozinho, um dia alguém cansa, assim como eu cansei, até o meu amor pela pessoa cansou, se guardou para quem um dia irá merecer.
Chegou o dia que foi preciso dizer; CHEGA.
Chega de mendigar amor, atenção, carinho, CHEGA.
Nunca vá a frente com um relacionamento por medo de ficar só, se apenas você ama realmente, o resultado será solidão, ficar só,  mesmo ao lado alguém, e essa eu garanto é a pior solidão que existe, se sentir só mesmo acompanhado.
Busque um amor simples, mas verdadeiro.
Busque o que te faz bem, o que deixa feliz e com essa felicidade você possa sentir um pouco de paz.

Autora- Sandra Nóbrega


quarta-feira, 10 de abril de 2013

Senhor...



Senhor  emudeci quando querias me ouvir...
Desesperei-me quando devia me acalmar.
Chorei quando querias me ver a sorrir.
Andei  lentamente quando devia ter corrido para os teus braços.
Gritei quando devia calar...
Sofri quando devia tentar ser um pouco feliz...
Reclamei quando devia ser grata, e aceitar os desafios que a vida me impôs.
Calei-me quando devia cantar, fechei  a porta quando devia ter deixado aberta.
Mas diante de tantas atitudes certas e erradas, eu aprendi que é necessário sorrir, levantar a cabeça quando as coisas da vida querem nos derrotar.

Autora;Sandra Nóbrega