domingo, 13 de julho de 2014

Vivendo de esperas

Chegou o momento que não sei até onde vou aguentar te ver com outra, sacrificando o amor que sentimos...dói não te ver, não te ter... dói não ser sua. Ainda me resta um pouco expectativa e paciência, mas sinceramente não sei até onde irei. A saudade me consome dia a dia, e eu não tenho certeza da sua volta, o que me deixa mais triste ainda. Mas se te espero hà tantos anos, ainda esperarei um pouco mais. Não demore tanto assim, pode ser que na sua chegada um outro já tenha tomado seu lugar... por enquanto ainda vivo nessa espera...

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Sozinha

Hoje queria a segurança do seu abraço, queria escutar o som de sua voz, quem sabe uma palavra ou um simples sms que pudesse me reanimar, que tirasse de mim essa dor e essa tristeza que vem querendo fazer morada em mim. Hoje eu queria seu melhor sorriso, quem sabe ser acordada pelo seu abraço e sentir seu cheiro. Hoje eu queria apenas você e sentir esse amor verdadeiro, queria também que definitivamente confiasse no meu amor, pior  que amar e não ser amado é a dúvida que não se é amado. Hoje eu queria poder dizer as palavras corretas, as atitudes certas, trazer- te de volta pra mim e essa dor ser cessada. Hoje eu não queria nada mais que está com você, sentir seu abraço e o seu carinho, coisas que dinheiro nenhum pode comprar e que sempre tive de graça... se soubesse o quanto dói está distante... o quanto dói essas palavras frias... me sinto só...sem você, sem ninguém, sem forças, sem ânimo, sem nada...