terça-feira, 28 de outubro de 2014

Sonhei com você e quando acordei, estavas longe...

Há mais ou menos quinze anos atrás conheci o homem que mais amei na vida, foram meses que eu o via passar na minha porta e ao me ver sempre sorria.
Todas as noites ficava eu na minha calçada, a espera, só pra vê-lo e corresponder com o mesmo sorriso e um brilho especial no olhar...
O tempo passou e enfim ficamos juntos, namoramos, nos apaixonamos e até chegamos a noivar, mas eu muito nova, imatura, e ele já experiente, os nossos caminhos começaram a se separar por vias diferentes.
Até que um dia ele deu um fim no nosso noivado, foi uma das maiores dores da minha vida, um grande vazio, eu me vi sem ele, sem mundo, sem quase nada, me restava apenas Deus, que me segurou pela mão para que não viesse a desistir de mim mesma.
O tempo passou e eu até gostei de outros, me apaixonei, noivei, mas nada foi como aquele amor, não havia o mesmo brilho, tudo era meio vazio, e se era vazio e dessa vez o outro que era inexperiente, também não tinha como levar a frente um relacionamento que estava fadado ao fracasso, eu me apaixonei, lutei, mas o barco precisava de mais alguém que o remasse, e esse alguém esqueceu de também remar, e assim foi para outros mares, outros barcos e tudo foi novamente ao fim. 
Sozinha mais uma vez, sem chão novamente.
Quase dois anos sozinha, e aquele primeiro amor ressurge de novo em minha vida, eu voltei a sonhar, a querer, sorria só de pensar nele, mas o sonho deu lugar novamente a frustração, ele já encontrou alguém que certamente o faz feliz, e eu torço para que assim seja, afinal quem ama quer ver o outro feliz, mesmo que não seja ao seu lado.
Meu desejo era que meus sonhos o esquecesse, que saísse de mim a sua imagem e todo esse amor, se não podemos estar juntos, eu já não quero mais sofrer a sua ausência.
Não quero mais passar noites sonhando, que estou em seus braços, sendo refém de seu amor e carinho e ao acordar, não poder te ver e te tocar.
É triste amar assim, é triste não tê-lo.
É triste passar por ti e te tratar como amigo.
É triste te ver sorrir e não poder está contigo e te abraçar.
É triste me sentir assim...
E hoje eu só queria não mais te amar...

Por : Sandra Nóbrega
                                                                        (28/10/2014)